• Abner Oliveira

Classic Resorts – A longevidade prolongada num resort em Mogi Mirim

O Brasil vai passar por um processo de envelhecimento nos próximos 7 anos e o mercado precisa estar preparado para atender às necessidades dos consumidores 50+. Vemos isso na nossa população, onde temos mais avós do que netos. Em economia falamos de R$ 1,8 trilhão/ano consumidos por esta faixa etária. Visando este crescimento, Dinho Abud criou o Classic Resorts especialmente para a geração que mais vai crescer.



O hotel será o primeiro resort 6 estrelas do Brasil, sendo construído na cidade de Mogi Mirim, interior do estado de São Paulo. Conta com inúmeras atividades, desde salão de jogos e de festas, bares e cafeterias, minigolfe, ateliê de pintura, cinema, piscinas com borda infinita, hidroterapia, quadras poliesportivas, sauna, hidroginástica. Será um resort completo para a geração prateada contando com heliponto próprio.


O local contará com uma infraestrutura para trabalho remoto, onde é possível conjugar o lazer, o entretenimento e várias atividades esportivas.


No quesito hotelaria haverá opções de Day Use, finais de semana, temporadas ou long stay. Com áreas sociais para convivência até uma sofisticada gastronomia, assinada por chefs renomados. Ao todo serão 145 chalés térreos, todos com varanda e ampla suíte.


A preservação do meio ambiente é ponto importante para o projeto. De arquitetura clássica e colonial, toda a madeira usada é reutilizada de demolições, tanto de Ipê, vinda do Porto Maravilha no Rio de Janeiro e de peroba-rosa do Armazém do Porto de Santos. São 2.000 árvores de grande porte plantadas em todo o complexo, 12.000 pés de sansão do campo e 1.500 mudas de nativas e frutíferas. Lembrando que todo o lixo será seletivo com descarte responsável.



Dentro do Resort será possível encontrar diversas praças temáticas e cada uma com um tipo de frutíferas. Temos como exemplo a praça das mangueiras, a praça das jabuticabeiras. E simbolizando a longevidade, não poderia faltar a praça das tamareiras conhecido por dar após 80 anos de cultivo o seu primeiro fruto, já dizia o provérbio: “Quem planta tâmaras, não colhe tâmaras!”.



Há uma cobertura com 12 mil metros quadrados, para quadras poliesportivas de futebol, vôlei e tênis, com a possibilidade de os hóspedes estar realizando atividades, tanto em dias de sol como em dias de chuva. Lembrando que a água captada da chuva deste local é depositada num tanque, onde não é possível ser visto, pois ela forma um jardim submerso com um lindo espelho d'água.

Ao finalizar o projeto, a expectativa é de ter 800 a 1000 colaboradores nas mais de 50 atividades do Classic Resort com 120.000 metros quadrados. Os propósitos deste grande empreendimento será a geração de empregos e ver o sorriso estampado no rosto dos hóspedes, pelo acolhimento com carinho e dedicação.



Dinho Abud, diretor do Classic Resorts, comenta: "Não há no mundo nada desta magnitude, pois as vezes você tem um beach tennis e um spa holístico, mas não tem um minigolfe, e assim por diante. Com tudo junto é difícil encontrar". Como um bom empreendedor, Abud ainda observa que "A solidão leva a depressão, mas a felicidade leva a longevidade. Nossa proposta é o bem estar e a qualidade de vida junto a natureza."