• Abner Oliveira

Dois anos do complexo Estação Campos de Canella

Consolidada como centro de convivência de Canela e da Serra Gaúcha, a Estação Campos de Canella completa dois anos desde sua inauguração, dia 30 de janeiro, com muitos motivos para comemorar.


O complexo reúne 27 operações que oferecem um mix de gastronomia, entretenimento, comércio e serviços. “Podemos considerar a Estação como um desafio de sucesso. A comunidade canelense abraçou o projeto que hoje já é uma referência como ponto turístico e de gastronomia da região, reconhecido pelo movimento e atrativos”, comenta o diretor de marketing da Novalternativa, Luís Fernando Bassani.



Com dois anos em funcionamento, um deles em meio ao cenário pandêmico, o empreendimento contabiliza cerca de 150 empregos diretos e mais de 500, considerando fornecedores e outras atividades correlatas. O diretor geral da Novalternativa, Fernando Bassani, incorporadora responsável pelo empreendimento, avalia os dados como muito positivos. “ Estamos movimentando a economia da cidade não só por meio dos empregos, mas por toda a cadeia que diariamente passa por aqui e contribui com seus produtos e serviços".


Fernando também conta como a ideia do negócio surgiu. “Estamos em Canela com outros negócios há mais de 20 anos, fazemos parte desse município, dessa história. Juntamente com o poder público identificamos que faltava um espaço que pudesse acolher as pessoas e a partir disso vislumbramos a possibilidade de construir uma Rua Coberta que integrasse as pessoas ao trem e à antiga estação. Hoje todos comemoramos a realização desse sonho. O complexo está consolidado e continua crescendo. Temos opções para quem aprecia a boa mesa, entretenimento e um comércio robusto. Nesse momento estamos envolvidos com as obras da cúpula que vai ligar os dois ambientes hoje existentes. Nossa projeção é até abril entregar a primeira estrutura comercial da Serra Gaúcha 100% coberta”, comemora.