• Abner Oliveira

Hard Rock planeja 6 hotéis para crescer no Brasil

A relação do Brasil com as grandes redes internacionais do setor de serviços, como restaurantes e hotéis, é marcada por idas e vindas. Razões não faltam: custos elevados de operação, burocracia e baixo crescimento são alguns dos motivos que explicam saídas temporárias do país. Por outro lado, o tamanho do mercado doméstico e o sucesso conquistado por redes como McDonald’s e Starbucks servem como argumentos para quem aposta no país. O mais novo representante desse movimento é o famoso Hard Rock, marca americana de lifestyle, hotéis e restaurantes que planeja a abertura de seis hoteis nos próximos anos. O aumento da presença no país vai se dar por meio de uma parceira, a VCI, uma incorporadora e desenvolvedora de projetos multipropriedade no segmento de alto padrão. Os projetos mais avançados são o Hard Rock Hotel Fortaleza, na praia de Lagoinha, no Ceará, e o Hard Rock Ilha do Sol, em Sertaneja, na região de represas ao norte de Londrina, no Paraná, quase na divisa com o estado de São Paulo. Ambas as unidades haviam alcançado mais de 760 milhões de reais em vendas em novembro (dado mais recente divulgado). Os dois empreendimentos têm VGV (valor geral de vendas) projetado de 1,5 bilhão de reais.

A VCI contratou no ano passado a BN Engenharia, construtora do Grupo Bueno Netto, para acelerar a execução das obras do Hard Rock Hotel Fortaleza, em um contrato de 85 milhões de reais. É a unidade cujas obras estão em estágio mais avançado. O Hard Rock Hotel de Fortaleza tem previsão de entrega no fim deste ano, e o da Ilha do Sol, em 2022. Haverá uma unidade também em São Paulo, o Hard Rock Hotel São Paulo (nome provisório), localizado na avenida Paulista, no prédio do grupo japonês Sumitomo. As demais unidades em desenvolvimento são em Foz do Iguaçu (Paraná), Natal (Rio Grande do Norte) e Recife (Pernambuco). Quando entregues, os hoteis terão a operação a cargo da própria Hard Rock.

Conteúdo via Exame.com Imagem via Oscar Gonzales/Getty Images