• Abner Oliveira

Japan House São Paulo se prepara para reabrir sua sede

Preparando a reabertura de sua sede na Avenida Paulista, 52, a Japan House São Paulo saiu à frente e sob o olhar do Omotenashi – expressão de origem japonesa ligada à hospitalidade, ao servir e tratar bem –  ouviu os seus frequentadores por meio de uma pesquisa online, com objetivo de entender as dores de cada um, e poder considerar cada detalhe em seu protocolo de reabertura, somado às orientações das autoridades sanitárias e governamentais. 


A pesquisa online abordou diversos tópicos, como probabilidades de visita à instituição, motivos para a ida, datas e horários de preferência, tempo de permanência, entre outros. Juntos, os pontos serão fundamentais para auxiliar na tomada de medidas necessárias para o bem-estar, conforto, higiene e segurança de todos, no momento da reabertura.



O levantamento foi positivo e mostrou que 58% das pessoas responderam que será provável ou muito provável que frequentará A JHSP assim que reaberta. Visitar às exposições ficou em primeiro lugar (93%) como motivo pelo qual o público faria a visita e, em seguida, e em seguida, almoçar no restaurante Aizomê, da chef Telma Shiraishi, que explora os sabores da gastronomia japonesa contemporânea.


O cuidado com a saúde de todos também foi abordado na pesquisa que, entre as respostas sobre as medidas que deixariam os visitantes mais confortáveis, o destaque foi para: higienização frequente dos espaços, limitação de pessoas, disponibilização de álcool gel, uso obrigatório de máscaras e distanciamento entre as pessoas. Já sobre as principais preocupações da visita, a resposta predominante foi: aglomeração de pessoas.

A Japan House São Paulo vem se preparando para tomar todas as medidas necessárias para reabertura, e permanece oferecendo conteúdos exclusivos sobre o Japão contemporâneo em suas plataformas digitais, por meio da #JHSPONLINE.