• Abner Oliveira

Legado das Águas e Altar lançam casa flutuante como nova opção de hospedagem na Mata Atlântica!

O Legado das Águas, maior reserva privada da Mata Atlântica do país, localizada no Vale do Ribeira, no interior de São Paulo, em parceria com a Altar, empresa criada em 2019 para construir casas autossuficientes em meio à natureza, acaba de lançar um novo formato de hospedagem: uma casa flutuante instalada em meio a uma represa do Rio Juquiá, dentro da área da Reserva.


Desenvolvida para oferecer conforto e descanso, a instalação tem funcionamento totalmente autônomo e com respeito ao meio ambiente, proporcionando aos hóspedes privacidade, isolamento e contato direto com a natureza.

A casa ficará fixa em uma área no meio da represa, cujas margens estão totalmente conservadas com vegetação nativa da Mata Atlântica. De dentro dela, só será possível avistar água e floresta, para proporcionar a experiência de completa imersão no ambiente natural.


Casa flutuante na represa de Joanópolis, similar à do Legado das Águas / Divulgação


"O lançamento da casa flutuante reforça a estratégia de uso sustentável do território do Legado", afirma João Francisco Whitaker G. Dias, Coordenador de Negócios da Reservas Votorantim, gestora da área. "Estamos em um momento de retomada do turismo, com o avanço da vacinação e, também, de forte tendência para a prática de atividades outdoor. Por isso acreditamos que a iniciativa tem um enorme potencial de crescimento", comenta o coordenador.

A casa será uma nova opção de estadia no Legado, que também conta com uma Pousada. Para acessá-la, será utilizado um barco que parte da margem da represa, um trajeto que por si só já é uma experiência de imersão na natureza. Os hóspedes contarão com roteiros diferenciados e exclusivos na Reserva, que incluem diversas atividades, como banhos de cachoeira, passeios de bike, caiaque e trilhas.

O projeto das casas flutuantes, desenvolvido pela Altar, é inspirado no conceito das tiny houses, movimento que propõe a redução do espaço construído onde vivemos, além de incorporar conceitos de autossuficiência e minimalismo. Essa tendência ganhou força nos Estados Unidos na última década, quando moradores de grandes metrópoles partiram em busca de refúgios para fugir do stress. No Brasil, a Altar já criou duas casas, ambas na Represa de Joanópolis, em São Paulo - uma na sua margem, terrestre, a outra, flutuante.

"A casa possui um sistema de filtragem robusto, que retira a água da represa para deixá-la potável para uso. A energia vem de painéis solares, e o tratamento de esgoto é feito por um biodigestor náutico", afirma Facundo Guerra. "O Legado é um lugar muito especial. A Mata Atlântica é de uma exuberância incrível, e poucas vezes se viu um cuidado com a natureza com a dimensão promovida pela Reserva. Estar na casa é vivenciar um contato com a natureza muito forte, incomparável. Acreditamos que mais pessoas deveriam ter contato com esse recanto que a Votorantim conservou tão bem", finaliza Guerra.

Casa flutuante na represa de Joanópolis, similar à do Legado das Águas / Divulgação


A casa flutuante do Legado das Águas conta com o design da startup brasileira SysHaus, decoração da rede Westwing e o enxoval da Trousseau, marca que atua no segmento de cama, mesa e banho. Ao todo, serão 50m² de construção, com acomodação para até 3 pessoas.


O espaço é equipado com internet e as reservas, que serão administradas pela Altar, estarão disponíveis pela plataforma Airbnb a partir do dia 11 de setembro, incluindo transporte com o barco elétrico e atividades exclusivas desenvolvidas pelo Legado. As diárias variam entre R$ 1.200 e R$ 1.500 reais, a depender da data escolhida.

Todos os direitos reservados ©2020 - 2022 por Abner Oliveira Oficial 

  • linkedin
  • instagram
  • facebook