top of page
  • Foto do escritorAbner Oliveira

Orquestra Parassinfônica encerra temporada 2023 na Sala São Paulo

Depois de turnê por seis cidades brasileiras, a Orquestra Parassinfônica de São Paulo - OPESP - a primeira orquestra brasileira que dá protagonismo às pessoas com deficiência, retorna à Sala São Paulo, palco de sua estreia em 2022, para encerrar em grande estilo sua temporada 2023.


Os 45 musicistas, dentre pessoas com e sem deficiência, estarão sob a regência do maestro Marcos Arakaki e contarão com a participação especial da soprano Caroline Brito. O concerto acontece no dia 30 de setembro, às 21h, com ingressos a R$10 e R$20.


A OPESP percorre desde 2022 uma jornada em direção à inclusão social por meio da música clássica. A temporada 2023 teve passagem pelas cidades do Rio de Janeiro, Campos do Jordão, Ribeirão Preto, Tatuí, Campinas e Botucatu.


Para a Sala São Paulo, a OPESP reserva um repertório diversificado que inclui obras de compositores como Mozart, Tchaikovsky, Bizet entre outros. O público terá a oportunidade de se maravilhar com performances memoráveis e mergulhar na magia da música clássica.


A soprano Caroline Brito - Crédito: Cris Luna

"A grande maioria dos músicos da OPESP vivenciou pela primeira vez na vida a experiência da rotina de uma orquestra sinfônica. Dadas todas as dificuldades impostas sobre as pessoas com deficiência, para elas chegava a ser difícil até mesmo encontrar escolas de música para estudar. Hoje serem protagonistas da OPESP e terem contato com um corpo técnico deste nível, é extremamente recompensador”, detalha Igor.

Comments


bottom of page