• Abner Oliveira

Reserva de Minas leva tradição dos doces brasileiros para o Natal!

A doçaria mineira é um dos patrimônios mais ricos da cultura gastronômica brasileira. A história desses doces se mistura ao surgimento do Estado, passa pelo ciclo do ouro e se consolida entre o final do século XVII e início do século XVIII, quando eles eram feitos principalmente com o leite produzido nas fazendas coloniais.


A presença constante dessas delícias nas mesas das principais festas religiosas, em casamentos e batizados acabou atravessando séculos mantendo uma das tradições mais gostosas do nosso país.


Para preservar essa riqueza de sabores e texturas surgiu a Reserva de Minas, fundada pela família Salles Dias que no final da década de 90 trocou a cafeicultura e pecuária pela produção artesanal de doces estimulada pelo o sucesso do Doce Nata Suíça que ganhou esse nome por ser feito com leite produzido pelo gado suíço criado na própria fazenda. Com mais gordura, essa matéria prima foi usada para preparar uma receita tradicional da família que, aos poucos, ganhou fama e começou a ser comercializada em toda região. O sucesso foi tanto que a família iniciou a produção do doce em tachos na cozinha da própria casa para levar a riqueza e simplicidade dos sabores de Minas para todo o Brasil.


Crédito: divulgação


Elaborado com 50% menos açúcar que os doces de leite tradicionais, o Nata Suíça é super cremoso, tem sabor suave e foi desenvolvido a partir de uma receita de família reproduzida por dona Albani, a matriarca que mais tarde passou a desenvolver outros doces para a marca. Produzida artesanalmente e oferecida em potes de vidro com tampa revestida com tecido, essa exclusividade ganhou outras versões acompanhada com geleia de Ameixa, Coco ou Nozes.


Outra atração da Reserva de Minas é sua linha de doces de leite com opções para agradar todos os paladares. Tem produtos tipo exportação como o Doce de Leite Milk Sweet, uma versão premium do autêntico sabor da fazenda, e o Dulce de Leche Argentino com sabor mais caramelizado, produzido com o mesmo padrão dos doces feitos por nossos “hermanos”.


Com sabor típico mineiro, o Doce Pastoso com Leite ser tornou outro destaque da marca e ganhou novos sabores para serem degustados no dia a dia com queijos e pães e utilizados como ingredientes culinários em coberturas e recheios. Nessa linha ele foi combinado com frutas como Ameixa, Coco, Maracujá e Morango, com Goiabada, Chocolate, Brigadeiro e Nozes.


Além dos doces à base de leite em diversas opções, inclusive em embalagens para atender o food service, a marca também produz outras receitas com frutas, geleias e versões zero açúcar que podem ser encontradas nas principais redes de varejo de todo o país.


Para este Natal dona Albani trouxe uma sugestão deliciosa: o Chocotone com Dulce de Leche Argentino Reserva de Minas. Nessa sugestão prática, as gotas de chocolate e o doce de leite se unem à tradição do Panetone, sendo uma sugestão deliciosa para quem quer criar um presente personalizado ou dar um toque especial na sobremesa de Natal.


Confira o vídeo com detalhes da receita:https://www.instagram.com/reel/CXB-D7Vlthg/?utm_medium=copy_link

CHOCOTONE COM DULCE DE LEITE ARGENTINO RESERVA DE MINAS


Crédito: divulgação


Ingredientes:

1 Chocotone grande de 1 kg

2 vidros de Dulce de Leite Argentino Reserva de Minas

Frutas frescas e castanhas para decorar


Montagem:

Faça um furo redondo na parte superior do Chocotone. Tire uma parte do miolo, acrescente o Doce de Leite Argentino e tampe o Chocotone com a própria massa. Despeje um pouco do doce por cima do Panetone e decore com as frutas a sua escolha.

Todos os direitos reservados ©2020 - 2022 por Abner Oliveira Oficial 

  • linkedin
  • instagram
  • facebook