top of page
  • Foto do escritorAbner Oliveira

O Museu Mais Doce do Mundo retorna ao Rio de Janeiro com novidades!

Segundo o dicionário, “felicidade é o estado de consciência plenamente satisfeita” e é o com o mote “Diga Sim à Felicidade” que a partir de 17 de novembro, O Museu Mais Doce do Mundo retorna ao Rio de Janeiro com a missão de espalhar momentos inesquecíveis ao público.


A mostra mais instagramável, saborosa, colorida e feliz chega diretamente de Lisboa — onde recebeu o nome de The Sweet Art Museum — e poderá ser conferida no Shopping VillageMall, na Barra da Tijuca, em um espaço que foi totalmente repaginado pra recebê-la.

Crédito: divulgação


A edição 2022 do O Museu Mais Doce do Mundo traz salas mais digitais e interativas, além de novas degustações. Ao todo, serão 15 ambientes onde terão instalações com doces em grande escala e sala imersiva com projeções, como se o mundo fosse feito de confeitos. Cada espaço terá uma história diferente a ser descoberta. Tudo planejado para que os visitantes possam captar imagens desse universo dos sonhos.


Além disso, a estrutura da exposição contará com um aplicativo de realidade aumentada, em que os doces de cada sala ganharão vida própria para poses inusitadas com personagens e paredes que se moverão.

Dois novos espaços prometem surpreender os visitantes. A sala customizável chamada “Qual é a cor da felicidade?” convida as pessoas a entrarem em uma colorida brincadeira. Haverá também um ambiente adocicado e divertido em homenagem à Cidade Maravilhosa. Ao final do Museu, uma cozinha real surpreenderá o público: será no local que acontecerão aulas ao vivo que serão transmitidas diretamente pelas redes sociais.

“Toda a estrutura do Museu foi pensada em detalhes para que o visitante tenha uma experiência sensorial surpreendente e doce. Desde o cheiro, passando pela música, as frases usadas, cada cenário e o uso de realidade aumentada. A ideia é que as pessoas entrem em um mundo de fantasia e se divirtam muito. O Museu é para o entretenimento de todas das idades”, conta Luzia Canepa, diretora da empresa LUUC Projetos, que traz o projeto para o Brasil.

Yorumlar


bottom of page